Geral 30/10/2019 - 18:43 - Gabriela Glória e Valdenice Rodrigues / Governo do Tocantins

Projeto Educação para a Transparência encerra primeiro ano com a recepção de 210 estudantes

O secretário-chefe da Controladoria explica sobre a organização da Pasta O secretário-chefe da Controladoria explica sobre a organização da Pasta - Zezinha Carvalho/Governo do Tocantins
Desta vez visitaram o órgão estudantes das escolas estaduais Beira Rio e Santa Fé, de Palmas Desta vez visitaram o órgão estudantes das escolas estaduais Beira Rio e Santa Fé, de Palmas - Zezinha Carvalho/Governo do Estado

A visita dos estudantes das escolas estaduais Santa Fé e Beira Rio, de Palmas, encerrou nesta quarta-feira, 30, o primeiro ano do Projeto Educação para a Transparência. A iniciativa é da Controladoria-Geral do Estado (CGE), sendo conduzida no órgão pela Diretoria de Ouvidoria, Transparência e Controle Social.

O projeto é realizado em parceria com a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), através do Observatório dos Adolescentes que atua na gestão dos direitos da criança e do adolescente. O objetivo é promover o acesso dos estudantes aos instrumentos de controle interno, corregedoria e transparência pública, com vistas ao fortalecimento do controle social e da cidadania.

Este ano, foram atendidas seis unidades escolares, sendo os colégios São José e Castro Alves, as escolas Rachel de Queiroz, Ipês e Vale do Sol, e o Centro de Ensino Médio Santa Rita de Cássia, todos de Palmas. No total, 210 estudantes do ensino médio foram recepcionados no órgão neste primeiro ano do projeto.

O secretário-chefe da Pasta, Senivan Almeida de Arruda, destaca a importância da ação. “Para nós da Controladoria é uma satisfação muito grande recebermos os estudantes para compartilharmos conhecimento. Esse é um projeto que queremos dar continuidade para que mais jovens aprendam desde cedo sobre a importância do exercício da cidadania”, destacou.

Aprendizado

“Eu aprendi bastante sobre os instrumentos que facilitam a nossa cidadania. Foi muito rico podermos estar aqui, em um órgão do Governo, dialogando diretamente com as pessoas que trabalham no controle dos gastos públicos”, comentou Carlos Henrique Storche, da Escola Estadual Santa Fé, que participou deste quarto circuito de visitas.

Para o orientador educacional da Escola Estadual Beira Rio, Gilberto Nunes, a visita serviu para ampliar os horizontes de conhecimento dos alunos. “Os alunos muitas vezes usam as mídias não para terem conhecimento da realidade e hoje puderam ver como acompanhar a aplicação dos impostos que eles pagam. Isso é uma forma, inclusive, de aprenderem a valorizar e ter mais cuidado com os recursos materiais da escola”, enfatizou.

Na ocasião, durante uma dinâmica relacionada à realização de manifestações junto à ouvidoria, a estudante da Escola Estadual Beira Rio, Érica Pereira Barros, foi premiada com o livro O Caso dos Denunciantes Invejosos, do autor Dimitri Dimoulis. A iniciativa do gerente de Transparência e Controle Social, Lucas Souza Luz, teve como objetivo incentivar os jovens a entenderem sobre a importância de encaminharem demandas bem fundamentadas aos órgãos públicos de controle.

Participação

A diretora de Ouvidoria, Transparência e Controle Social, Juliana Gobbo de Oliveira, avalia como positiva a participação dos jovens nesse primeiro ano do projeto. “É fundamental que os conteúdos sobre a cidadania sejam trabalhados nas escolas. Dessa forma, é possível construirmos as bases para uma sociedade que exerce seus direitos de ser informada com transparência sobre as ações de governo”, avaliou. Também colaboraram com a ação, o superintendente de Gestão e Ações de Controle Interno, Benedito Martiniano da Costa Neto e a corregedora-geral de Pessoal, Simone Pereira Brito.