Geral 13/05/2019 - 17:16 - CGE/Governo do Tocantins

Presença da Ouvidoria Itinerante na Agrotins amplia acesso do cidadão aos canais de diálogo do Governo do Estado

Durante a Agrotins a Controladoria recebeu manifestações no estande Durante a Agrotins a Controladoria recebeu manifestações no estande - Antônio Gonçalves/Governo do Tocantins
No Taquari a Controladoria levou informação à comunidade No Taquari a Controladoria levou informação à comunidade - Gisele França/Ascom DPE-TO
Controladoria foi parceira da Defensoria em ação social no Taquari Controladoria foi parceira da Defensoria em ação social no Taquari - Loise Maria/Ascom DPE-TO

A presença da Ouvidoria Itinerante na Agrotins 2019, de 7 a 11 deste mês,  contribuiu significativamente para ampliar o acesso da população aos canais de diálogo do Governo do Estado, como avalia o secretário-chefe da Controladoria-Geral do Estado (CGE), Senivan Almeida de Arruda. “Com a maior visibilidade da Ouvidoria, ampliou-se a participação do cidadão na gestão pública, o que é um dos papeis dos órgãos de controle”, disse o gestor.

Nos cinco dias do evento, foram registradas manifestações variadas acerca dos serviços prestados pelo Poder Executivo Estadual. Além disso, muitos cidadãos que passeavam pela Feira passaram a conhecer a Ouvidoria como um instrumento para exercer a cidadania através da solicitação de informações, sugestões, reclamações, denúncias e elogios.

O casal Raysya Oliveira Monteiro e Breno Vieira de Sousa, de Palmas, foi um dos que esteve no local e recebeu orientações acerca da Ouvidoria e de outros serviços da Controladoria.  “Muito proveitoso”, disse a mulher.

Taquari

Neste sábado, 11, a 3ª edição da Ouvidoria Itinerante foi realizada no Jardim Taquari, em Palmas, na sede da Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros. A Controladoria levou informação no evento denominado Defensores da Cidadania, promovido pela Defensoria Pública do Estado (DPE).

“A nossa participação foi para divulgar e fomentar o papel e os serviços da Ouvidoria para os moradores presentes e a importância do seu papel no controle social da gestão pública, bem como os canais para realizarem suas manifestações”, observa a diretora de Ouvidoria, Transparência e Controle Social da CGE, Juliana Gobbo de Oliveira.