Geral 06/05/2019 - 09:08 - CGE/Governo do Tocantins         

Corregedoria-Geral de Pessoal adota estudo de caso para aperfeiçoar a análise de processos

Equipe reunida em estudo de caso para analisar acúmulo ilegal de cargos Equipe reunida em estudo de caso para analisar acúmulo ilegal de cargos - Valdenice Rodrigues/Governo do Tocantins

A Corregedoria-Geral de Pessoal (CGP), gerida pela Controladoria-Geral do Estado (CGE), passou a adotar, desde o final de abril, o estudo de caso nas suas análises processuais. Por meio da metodologia, toda a equipe da Corregedoria se dedica a estudar pontualmente a situação apresentada em um caso emblemático. “O objetivo é compreender com profundidade a situação apresentada e as possibilidades de intervenção”, explica a corregedora-geral de Pessoal, Simone Brito.

De acordo com Simone, a metodologia contribui para melhorar a prática da análise das infrações disciplinares, uma vez que promove uma maior integração da equipe, do ponto de vista técnico. “Dessa forma, passamos a ter um caso concreto visto por diversos olhares, de modo que chegue a entendimentos padronizados que contribuirão para qualificar a atuação da Corregedoria”, reforça Simone.

A Corregedoria

A Corregedoria tem como atribuição a prevenção das infrações disciplinares por meio de ações educativas, bem como a responsabilização do servidor, efetivo ou comissionado, que venha a cometer alguma ilegalidade no desempenho das funções.